22 Jul

Fernando Pires

Pernambucano de Afogados da Ingazeira, nasceu em 1951. É filho de Hermenegildo Marinho dos Santos (Minéu) e Erotides Pires dos Santos (Tida).

Iniciou seus estudos nas Escolas Reunidas Dona Anna Melo que à época funcionava no prédio de esquina, ao lado esquerdo do Palácio Episcopal (atual Cúria Diocesana). Depois, no Grupo Escolar Pe. Carlos Cottart, cursou o primário.

Desde criança – por volta de 1962 -, ajudava o seu pai na loja de tecidos de sua propriedade na Praça Domingos Teotônio,51. Em 1963 fez o curso de admissão ao ginásio no pré-seminário de Afogados da Ingazeira (vizinho à antiga Maternidade Emília Câmara). No ano seguinte foi para Pesqueira e, no seminário São José/Colégio Cristo Rei, fez o primeiro ano ginasial. Sentindo falta de vocação para a vida religiosa retornou à sua cidade onde concluiu o primeiro grau em 1966, no Ginásio Cenecista Mons. Pinto de Campos.

Em São Lourenço na Mata-PE, em 1967, fez um teste na Escola Agrícola da UFRPE, onde cursou o 1º ano de Técnico Agrícola. Na capital pernambucana, em 1968, fez o 2º ano científico no CEP- Colégio Estadual de Pernambuco (na Rua da Aurora).

Aos 18 anos, sentido necessidade de trabalhar, e, surgindo uma oportunidade em Maceió-AL na Companhia Brasileira de Armazenamento – CIBRAZÉM , se dirigiu àquela capital, onde desembarcou na noite de 20 de julho de 1969. (Data guardada nítidamente em sua lembrança, pois naquele mesmo dia os tripulantes da nave da Nasa Apollo 11 venceram o maior desafio da guerra fria, a corrida espacial. Entre pioneiros, os astronautas Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin, que foram os primeiros homens a caminhar no solo lunar).

Iniciou a vida profissional trabalhando na CIBRAZEM (1º de agosto de 1969) e na Construtora Silva (05 de abril de 1970), em Maceió, quando se desligou, alguns meses depois, vislumbrando novos desafios.

Em concurso do Banco do Brasil, realizado em Maceió-AL em 1970, foi aprovado, assumindo o posto de Auxiliar de Escrita 050, em Viçosa-AL, em 05 de julho de 1971.

Transferido para Afogados da Ingazeira em agosto de 1972, trabalhou naquela agência até os primeiros dias de março de 1996, quando foi removido para o Recife. Nesse ínterim -1975 -, foi adido nas agências de Princesa Isabel-PB e Rio Branco-AC.

Na capital pernambucana trabalhou nas agências Boa Viagem (Barão de Souza Leão) e Rua da Hora, se aposentando ao final de 2004. Passou quase 34 anos no Banco do Brasil.

Em 1997, estabelecido no Recife, criou uma página na internet dedicada à terra natal.

Produziu  o CD-ROM Afogados da Ingazeira “Sua História – em 2002; e o livro Afogados da Ingazeira “Memórias” que esmiúça a história da cidade e região, em 273 páginas, no ano de 2004.

Em 2006 produziu o DVD Memórias do Esporte em Afogados da Ingazeira, que retrata os atletas e clubes desde o distante ano de 1930 onde incluiu entrevistas com 5 atletas da época.

É um amante do resgate da história de tudo que se relaciona com sua Afogados da Ingazeira.

No momento está revisando o livro Afogados da Ingazeira “Memórias”, com a possibilidade de oferecer mais informações aos conterrâneos e amigos da sua cidade sertaneja.

Publicações:

Afogados da Ingazeira “Memórias” – Livro

Publicações eletrônicas:
Afogados da Ingazeira “Sua História” – CD-ROM
Passeio em Afogados da Ingazeira – DVD
Memórias do Esporte em Afogados da Ingazeira – DVD
Grito de Alerta – DVD
Waldecy Xavier de Menezes – Entrevista – DVD
Letícia de Campos Góes – Entrevista – DVD

E, mais de 20 outras entrevistas com personagens afogadenses, em DVD