28 Nov

Praia de Maria Farinha: Sol, praia, ciranda e laser náutico

Águas límpidas, brisa fresca, riqueza cultural e histórica. Tudo isso se encontra na Praia de Maria Farinha, no Litoral Norte de Pernambuco. Localizadano município de Paulista, há 25 quilômetros do Recife, a praia é uma bela opção para quem quer fugir da badalação e aproveitar ao máximo as férias.

Praia de Maria

Conhecida nacionalmente pela possibilidade de abrigar uma grande variedade de esportes náuticos. A praia, que possui 4 km de extensão, fica localizada entre o rio e o mar, o que possibilita uma bela paisagem e passeios inesquecíveis. Com coqueirais, grandes faixas de areia e mangues, Maria Farinha se diferencia pela calma e proximidade de importantes sítios históricos, como o Porto Artur (antiga alfândega por onde passavam os navios de mercadoria que entravam no estado) e o Forte Orange em Itamaracá.

casal de turistas portugueses, Luiz Leite e Nilza Azevedo, tentam fugir do turismo de massas e dos passeios convencionais. Encontrou em Maria Farinha o sossego para descansar, o contato com a natureza e a riqueza cultural do estado de Pernambuco. “O local é sossegado, as pessoas riqueza cultural do estado de Pernambuco. “O local é sossegado, as pessoas são comunicativas e tem muita cultura e coisas lindas para se visitar”,explica a filha do casal Sofia Leite. Os turistas tiveram a oportunidade de percorrer os igarapés do rio Timbó, seguindo pelas praias até a Ilha de Itamaracá para um visita ao Forte Orange e ao Museu do Peixe-Boi. Um dos mais belos passeios que o lugar oferece.

Deslumbrados com a beleza do local, Luiz e Nilza ainda se deliciaram com uma apresentação cultural que mostrou vários ritmos pernambucanos. Do forró ao frevo, do caboclinho ao maracatu, passando pela ciranda. O ritmo tipicamente pernambucano, criado na praia do Janga, também no município de Paulista, pela cirandeira Dona Duda. “O Brasil não é só praias. Existe uma cultura muito rica e é possível fazer um turismo de qualidade”,, defende a turista portuguesa.
Ao lado de Nova Cruz e de Itamaracá, Maria farinha é um dos principais centros de lazer do Nordeste e ainda está entre os 23 pontos de mergulho da costa pernambucana.

Alguns hotéis oferecem cursos,Outra ação que vai proporcionar mais lazer e cultura para os que visitam a região é a transformação do Forte de Paulo Amarelo num museu virtual. A fortaleza, construída no início do século 18, para defender a barra da Praia de Pau Amarelo, irá abrigar um museu virtual e um espaço de cultura onde as pessoas poderão conhecer não só a história da capitania de Pernambuco, base primeira da nação brasileira, mas também a deslumbrante culinária e cultura local.
A iluminação da praia do Janga traz ao visitante mais segurança e proporciona um agradável passeio ao luar. Urbanização, organização, limpeza e preservação fazem de Paulista uma boa opção para quem não pode, ou não quer ir muito longe nestas férias.

Curiosidades:

Nome Em 1689 todo o território onde o município de Paulista está localizado foi vendido ao bandeirante Manoel de Moraes Navarro, chamado de “O Paulista”, por ter vindo da Vila de São Paulo, daí a origem do nome da cidade.Ciranda Rito de origem indígena das tribos Caetés e Tabajaras, que habitavam a região, foi revivida na década 60, do século passado, pela artista popular Vitalina Alberta de Souza (Dona Duda da Ciranda), o ritmo ainda hoje atrai simpatizantes. Inspirados pelo balanço do mar, as cantigas de roda
agradam a adultos e crianças. É possível conhecer o ritmo e dançar na praia do Janga, onde a cirandeira possui um bar.

Forte de Pau Amarelo Localizado a 100 m da praia. Marca o local do primeiro desembarque dos holandeses no Brasil. É também chamado de Forte de Nossa Senhora dos Prazeres, de Pau Amarelo, por causa de sua capela sob essa invocação. Segundo Pereira da Costa, o forte teria sido construído no início do século 18, informa o projeto do engenheiro português Luiz Francisco Pimentel, para defender a barra da Praia de Pau Amarelo, por onde entraram os holandeses em Pernambuco em 1630, e constava de uma barreira de dois meio baluartes.

Pocinhas Piscinas naturais a 300 metros das praias de Conceição e do Janga. Magníficos aquários naturais onde se pode banhar nas marés baixas, por entre peixes multicoloridos e belíssimas formações de corais. Água límpida e preguiçosamente morna, um convite ao mergulho prazeroso. No local são servidos petiscos, como camarões, agulhas, casquinhos de caranguejo, ostras e cervejas “estupidamente” geladas. Nas marinas situadas nas praias, ou nos hotéis e pousadas, pequenas embarcações fazem a travessia até as poças, por módicos preços a serem tratados no local.

Campeonato brasileiro de HC 16 – Marinha Farinha hoje é um dos pontos de destaques do esporte náutico do país, sendo assim o visitante além de vislumbrar a beleza do Litoral Norte pernambucano, pode curtir ainda o mar azul tomado pelas embarcações durante o Campeonato Brasileiro HC 16.
O XXX Campeonato de Hobie Cat 16 aconteceu, em novembro passado, em Marinha Farinha, onde os participantes originários dos estados de Paraíba, Ceará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo, Distrito Federal e de Pernambuco protagonizaram uma competição em forma de show, audácia e adrenalina.
Os pernambucanos Cláudio Cardoso e Roberta da Rosa Borges, velejadores do Cabanga Iate Clube, sagram-se campeões com 17 pontos perdidos. Em segundo e terceiro lugares, respectivamente, foram as duplas cearenses Roberto Bezerra e Maquias Queiroz com 18 pontos perdidos, e Juliano Viana e Bak Gomes, com 20 pontos perdidos.